Particularidades no tratamento da grávida e do bebé

Conceitua-se como pré-natal odontológico o atendimento que estabeleça ações durante o período gestacional como forma de promover a saúde materno-infantil. Na concepção atual de saúde global preconiza-se o atendimento transdisciplinar onde a gestante deve ser encorajada e encaminhada pelos profissionais da saúde como rotina a consultar um dentista. Esta atitude conscientiza e aumenta o acesso das gestantes ao atendimento odontológico, ao mesmo tempo em que acaba com, ou pelo menos ameniza, o medo e a ansiedade que geram os procedimentos odontológicos durante a gestação. O dentista que se dispõe a realizar este atendimento deve estar atualizado e consciente dos protocolos clínicos baseados na evidência a serem seguidos em todas as fases da gestação e incluir a educação em saúde oral nesta fase em que a mulher está ávida a receber informações para proteger seu bebê. Ao nascimento deve ser realizado o exame orofacial neonatal e instaurado as medidas de promoção da saúde oral infantil.  O êxito destas ações desde a fase neonatal aos nascidos a termo e pré-termo deve favorecer o crescimento orofacial harmônico, a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida infantil.

DR_edited.jpg

Dra. Dóris Rocha Ruiz

- Especialista em Odontopediatria pelo CROSP;

- Mestre em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP);

- Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP);

- Membro do Grupo de Trabalho de Saúde Oral da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP);

- Consultora da Global Child Dental Fund (UK) e da Associação Brasileira de Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros (ONG);

https://orcid.org/0000-0002-8000-652X